lunedì 28 novembre 2022

Ucraina
Bispos pedem «libertação imediata» de dois padres detidos na região de Donetsk. Sacerdotes são acusados de atividade “subversiva” e “guerrilheira

(ecclesia)
Os bispos da Igreja Greco-Católica da Ucrânia (UGCC) pedem a “libertação imediata” dos dois sacerdotes detidos em Berdyansk, na região de Donetsk. Em relação aos sacerdotes pendem acusações de atividade “subversiva” e “guerrilheira” dirigida contra representantes das tropas, localizadas na cidade de Berdyansk”, mas a “Igreja nega”, segundo a Renascença. No comunicado da UGCC, os bispos exigem a libertação dos padres Ivan Levytsky e Bohdan Geleta e a garantia de que eles “possam continuar o seu serviço legal sem prejudicar as necessidades espirituais dos fiéis da Igreja Greco-Católica Ucraniana que vivem em Berdiansk”. (...)