martedì 2 novembre 2021

Portogallo
Eutanásia: Juristas Católicos consideram que votação por Parlamento em dissolução é «ainda mais ilegítima»

(ecclesia) Associação alerta para «manobra oportunista», que impede uma «mínima discussão pública».
A Associação dos Juristas Católicos de Portugal (AJC) considerou “ainda mais ilegítima” a decisão de votar a nova lei sobre a eutanásia em Portugal, que a Assembleia da República vai discutir esta quinta-feira. “Trata−se de uma manobra oportunista, que impede uma mínima discussão pública da versão da lei sujeita a discussão (pois essa versão nem sequer foi até agora publicada) e que visa impedir que esta questão, de tão relevante importância, seja, agora sim, submetida a discussão na próxima campanha eleitoral”, assinala a AJC, num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA. O Parlamento agendou a votação da lei da eutanásia para 4 de novembro,  (...)