sabato 16 ottobre 2021

Vaticano
«Não estamos condenados a repetir nem a construir um futuro baseado na exclusão», alerta o Papa

(ecclesia)
Francisco une-se a encontro digital de Movimentos Populares dos cinco continentes, para projetar pós-pandemia. O Papa disse hoje no Vaticano que a repetição dos modelos socioeconómicos do passado, no pós-pandemia, seria “verdadeiramente suicida”, rejeitando qualquer política “ecocida e genocida”. “Não estamos condenados a repetir nem a construir um futuro baseado na exclusão e na desigualdade, no descarte ou na indiferença, onde a cultura do privilégio seja um poder invisível e incontrolável e a exploração e o abuso sejam um método habitual de sobrevivência. Não!”, referiu Francisco, num vídeo enviado aos participantes da segunda fase do Encontro Mundial dos Movimentos Populares, que decorreu esta tarde, em formato (...)