venerdì 14 febbraio 2020

agencia.ecclesia.pt
Vice-postuladora diz que processo «vai ser longo» e fala em «mulher incrível»,que ainda está por conhecer. A irmã Lúcia, vidente de Fátima, faleceu há 15 anos, e caminha agora para a beatificação, num processo “longo” que exige “paciência” e rigor, como explica a vice-postuladora da causa de canonização. “Eu estou muito tranquila, porque a fama de santidade é tão forte, tão intensa, que eu sei que isto é expressão do desejo de Deus de que esta mulher seja reconhecida, pela Igreja, pela fidelidade da sua vida. Mas com isto não me estou a antecipar ao juízo da própria Igreja”, disse à Agência ECCLESIA a irmã Ângela Coelho. A religiosa disse que o trabalho se encontra numa fase “morosa e muito importante”, relativa à redação da ‘positio’, o relatório sobre a vivência heroica das virtudes da fé. (...)