martedì 20 giugno 2017

Agência Ecclesia
O secretário da Comissão Episcopal da Pastoral Social e da Mobilidade Humana da Igreja Católica em Portugal espera que o Dia Mundial dos Refugiados possa “animar” quem até agora se mostrou receoso no acolhimento de quem foge da guerra e perseguição. “Se este dia puder servir para animar aqueles que até agora se mostraram receosos. Não quer dizer que seja sempre fácil mas todas as dificuldades foram sempre maiores para as pessoas que vieram do que estas que estamos a encontrar aqui”, disse o padre José Manuel Pereira de Almeida sobre o Dia Mundial dos Refugiados. (...)