lunedì 29 maggio 2017

Agência Ecclesia
O bispo da Diocese de Leiria-Fátima, D. António Marto, sublinhou hoje a importância da investigação histórica para evitar visões redutoras a respeito dos acontecimentos de 1917, na Cova da Iria. O responsável, que falava na abertura do segundo dia do colóquio “Fátima. História e Memória”, por ocasião do centenário das aparições (1917-2017), sublinhou que este é um fenómeno “complexo” e sujeito ao “conflito de interpretações”, pelo que deve ser “analisado com rigor histórico” que previna “reduções”. (...)