sabato 13 maggio 2017

Agência Ecclesia
A Missa a que o Papa vai presidir hoje na Cova da Iria, encerrando a peregrinação do 13 de maio, é uma celebração simples e em português. O padre Joaquim Ganhão, da Diocese de Santarém, coordenador da Comissão de Liturgia da visita do Papa Francisco a Fátima, revelou à imprensa que o Santuário “não encomendou” qualquer peça de ourivesaria sacra, escolhendo obras “simbólicas” que fazem parte do seu atual acervo. A cruz do altar que vai ser usada na Missa é oferta de São Pio de Pietrelcina, conhecido como Padre Pio, que chegou à Cova da Iria em 1959. (...)
Fátima 2017: Canonização histórica marca centenário das aparições