domenica 19 marzo 2017

Agência Ecclesia
O cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, presidiu hoje, em representação do Papa Francisco, à beatificação de Josef Mayr-Nusser (1910-1945), leigo italiano que recusou jurar fidelidade a Hitler. “Pai de família, presidente da Ação católica da Arquidiocese de Trento e membro das conferências de São Vicente de Paulo, devido a este seu gesto foi condenado ao campo de concentração em Dachau”, informa o jornal do Vaticano, ‘L’Osservatore Romano’. O novo beato da Igreja Católica “morreu mártir” antes de chegar a Dachau, a poucos dias da sua execução. (...)