giovedì 24 novembre 2016

Agência Ecclesia
O Papa Francisco afirmou hoje no Vaticano que a corrupção é uma forma de “blasfémia” alertando para a “mundanidade que seduz os grandes da terra”. “A corrupção é uma forma de blasfémia, a linguagem desta Babilónia, desta mundanidade, é a blasfémia, Deus não está: está o deus dinheiro, o deus bem-estar, o deus exploração”, referiu Francisco observando que essa “civilização cairá e o grito do anjo é de vitória”. Na homilia da Missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta, o Papa refletiu sobre uma passagem (...)