martedì 15 novembre 2016

Portogallo
Direitos Humanos: Fundação pontifícia denuncia «hiperextremismo» islamita
Agência Ecclesia
A fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) publicou hoje uma nova edição do relatório da Liberdade Religiosa no Mundo, na qual denuncia as consequências do “hiperextremismo” islamita e as perseguições contra cristãos. O documento, enviado à Agência ECCLESIA, analisa o período de junho de 2014 a junho de 2016, concluindo que, nestes dois anos, o mundo “viu surgir um novo fenómeno de violência com motivação religiosa, que pode ser descrita como hiperextremismo islamita, um processo de radicalização intensificada, sem precedentes na sua expressão violenta”. (...)